06/10/08

Frango estufado com tamarindo e tâmaras

Esta receita conquistou-me pela mistura de ingredientes, que embora frequentemente utilize, até à data nunca tinha ousado conjugar (tamarindo, molho de soja, vinho tinto e vinagre balsâmico). Não por medo de experimentar sabores diferentes, mas por alguma insegurança de cozinheira amadora. Felizmente, existem profissionais em quem podemos confiar, no caso, a equipa do Books for Cooks, que selecionou esta receita do livro A World in My Kitchen de Peter Gordon. O resultado é maravilhoso: um molho espesso, escuro e agridoce que conquistará até os comensais de paladar menos aventureiro.

Da próxima vez, seguramente, experimentarei com borrego, seguindo a receita original. Desta vez, decidi-me pelo frango, pois era o que tinha disponível. Fiz ainda uma ou outra alteração, mas nada que me afastasse do “espírito” da receita.

Ingredientes:


3 colheres de sopa de óleo de sésamo
750 g de coxas de frango
2 cebolas cortadas em finas meias-luas
4 dentes de alho picados
2 dl de vinho tinto de boa qualidade
2 cenouras raladas
1 colher de sopa de pasta de tamarindo
1 colher de chá de alecrim fresco
(ou ½ colher de chá de alecrim seco)
Piripiri a gosto
3 colheres de sopa de vinagre balsâmico
3 colheres de sopa de molho de soja
2,5 dl de caldo de legumes (caseiro ou biológico)
175 g de tâmaras secas cortadas grosseiramente
Salsa picada a gosto (não usei)

Limpar o frango de peles e gorduras. Numa caçarola, deitar 1 ½ colher de sopa de óleo e corar o frango. Retirá-lo e reservar. Na mesma caçarola, juntar o restante óleo (1 ½ colher sopa), a cebola e o alho, deixando cozinhar cerca de 3 minutos. Verter o vinho e deixar ferver. Juntar a cenoura, a pasta de tamarindo, o alecrim, o piripiri, o vinagre e o molho de soja, o caldo e o frango. A meio da cozedura, juntar as tâmaras. Deixar cozinhar até o frango ficar tenro e o molho bem espesso. Polvilhar com salsa picada.

Para uma dieta baixa em índice glicémico, acompanhar com vegetais ou "arroz" de couve-flor. Caso contrário, acompanhar com cuscuz (sêmola de trigo) aromatizado com coentros frescos picados. 
k
Nota: quem não tiver hipótese de arranjar pasta de tamarindo, habitualmente à venda em lojas de produtos asiáticos, pode substituir o tamarindo por sumo de limão.

24 comentários:

  1. Pipokinha, você brilhou! Comprei sábado em uma casa japonesa um molho de tamarindo e (ainda) não sabia o que fazer com ele. Agora já sei!
    Como sempre surpreendendo!
    beijos querida!!

    ResponderEliminar
  2. Acho que também vou gostar desta receita ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu gosto muito das tuas aventuras culinárias e imagino sempre que a tua casa deve ter um cheiro exótico muito interessante! Este prato está, como sempre, com aspecto delicioso. Por acaso nunca usei molho de tamarindo, acho que nem saberia por onde começar. Mas estou sempre pronta para aprender!

    Beijoca * e bem vinda de volta!
    Mariana

    ResponderEliminar
  4. Pipoka, em muito boa hora publicaste esta receita. Tenho um frango a descongelar para o jantar e tenho também em casa pasta de tamarindo que raras vezes usei por não ter encontrado ainda muitas receitas com ela, por isso como vês esta receita veio mesmo a calhar para o jantar de hoje :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Pipoka, adorei a receita
    tenho algumas duvidas:
    óleo de sesamo, não conheço e nem pasta de tamarindo...pelo que a Renata escreveu, deve ter em casas de produtos orientais.

    ResponderEliminar
  6. Que lindo prato! Também não conheço alguns dos ingredientes, e me deu uma vontade danada de experimentá-los!!!
    Beijos querida!!

    ResponderEliminar
  7. Deixaste-me mais que interessada nos famosos livrinhos com esta receita de longínquos cheiros orientais... Quanto ao borrego, como sabes, dispenso! ;-)

    Bj grande

    ResponderEliminar
  8. Que receita sofisticada!!! E deve ser muito gostosa!

    ResponderEliminar
  9. Também não conheço o tamarindo, no entanto o prato está soberbo, bjs

    ResponderEliminar
  10. Nunca provei tamarindo mas vou gostar de experimentar esta receita!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Pipoka, vc sempre com ingredientes novos! Ótimo aspecto seu prato!

    Ps: adorei a foto da romã do seu banner! fui comprar uma romã no Pão de Açúcar e quase caí dura, uma só saia por R$8,00. Pode?

    Bjos querida e ótima semana, Glau

    ResponderEliminar
  12. Gostei muito da alquimia desse prato. Vou experimentar essa receita logo, logo.

    Beijo e boa semana p/ ti.

    ResponderEliminar
  13. Pipoka, que prato fantástico. Adoro esse molho com muita cebola... deve ser delicioso!!!!
    Parabéns pelo prato lindo!

    ResponderEliminar
  14. Diferente, impossível passar despercebida é preciso experimentar.
    Bjs!

    ResponderEliminar
  15. Mas que atrevida!
    Uma receita fascinante, é o que é...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. Pipoka, olha que realmente é um modo diferente e saboroso de comer um bom franguinho.

    bjs
    Alessander Guerra
    www.cuecasnacozinha.com

    ResponderEliminar
  17. Ummm este franguinho deve ser muito muito bom, só não sei onde arranjar o tamarindo!

    ResponderEliminar
  18. Adorei esta receita deve ser uma autentica delícia
    Beijinho

    ResponderEliminar
  19. Perfeita essa mistura!!!
    Fiquei com vontade^^
    Kisss...

    ResponderEliminar
  20. esse frango está mesmo com um aspecto...fiquei cheia de fome!
    nunca cozinhei nada com tamarindo, mas já vi os frutos à venda no supermercado, em pasta é que nunca reparei.
    Beijo

    ResponderEliminar
  21. a receita é fantástica e a mistura das tâmaras com o tamarindo é para mim o mais surpreendente.
    Só um reparo para o comentário da Renata Gaeta. O que ela comprou deve ter sido tamari, um molho japonês que nada tem a ver com o tamarindo que não se vende na forma de molho. Tamari é uma espécie de molho de soja

    ResponderEliminar
  22. Também achei a combinação de ingredientes bem inusitada!
    Beijos

    ResponderEliminar
  23. Fantástica! Fiquei aqui imaginando o sabor final....
    Beijinhos

    ResponderEliminar

A sua opinião conta: comente, sugira alterações, pergunte e tempere a gosto.

Qualquer dúvida, não hesite em perguntar. Tentarei responder a todos os comentários e prestar esclarecimentos aqui no blogue ou via email.