24/03/08

Tarte de cebola, iogurte e sementes de papoila

Sementes de papoila e iogurte foram os 2 ingredientes “mágicos” que me levaram a confeccionar esta tarte. A receita original é do livro Cozinha Vegetariana da Colecção Guias Verbo de Culinária.

Ingredientes:

Massa
1 chávena de farinha (sem fermento)
1 ¼ colher de chá de fermento
½ colher de chá de sal
3 colheres de sopa de manteiga fria (40 g)
6 colheres de sopa de leite

Recheio
2 cebolas médias
2 colheres de azeite
Salsa picada ou tomilho (a gosto)
2 iogurtes naturais (250 ml)
2 ovos
2 colheres de chá de sementes de papoila
Noz-moscada
Sal e pimenta preta


Cortar a cebola em rodelas finas. Em lume brando, cozinhar a cebola em azeite, até ficar macia e translúcida (entre 10 a 12 m). Juntar salsa picada a gosto e temperar com sal e pimenta. Retirar do calor e deixar arrefecer. A melhor maneira de preparar esta massa é usando o robot de cozinha (caso tenha acessório para amassar): deita-se a farinha, o fermento e o sal, junta-se a manteiga, cortada aos pedaços. Mistura-se até ficar uma espécie de areia. Junta-se o leite e mistura-se de novo, até ficar uma bola. Preparação sem máquina: peneirar a farinha, o fermento e o sal. Juntar a manteiga cortada aos pedaços, trabalhando com a ajuda de 2 facas (eu não tenho jeito nenhum para massas, jamais seria capaz de fazer isto!) até ficar uma espécie de areia...depois juntar o leite, misturando com uma colher de pau.

Colocar a massa numa superfície enfarinhada e esticar com o rolo da massa (esta massa é muito fácil de manipular, pode-se até esticá-la já na tarteira, pressionando-a ligeiramente com as mãos). Untar uma tarteira (com 20 a 22 cm de diâmetro) e forrar com a massa. Cobrir com a cebola. Bater os iogurtes com os ovos e temperar com noz-moscada, vertendo esta mistura por cima da cebola. Polvilhar com sementes de papoila. Vai ao forno pré-aquecido a 210 graus entre 25 a 30 minutos.

Nota: não é preciso levarem a massa ao forno, antes de a rechearem...estava com receio de que ficasse mal cozida, mas ficou óptima.


25 comentários:

  1. Que torta charmosa!!! Parece aquelas tortas de patisseries. Ficou linda e com certeza saborosa.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Pipoka que tarte bonita e gostei bastante da receita. Ficou muito bonita com as sementes de papoila. Vou tomar nota da receita.

    Espero que tenhas tido uma boa Páscoa.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. gosto bastante de tartes de legumes e de sementes de papoila.. ficou maravilhosa. beijocas

    ResponderEliminar
  4. Sorri ao ler sua primeira frase, qdo li iogurte, sementes de papoula, já me champu a atenção!
    Adorei a sugestão!
    Beijinhos,

    ResponderEliminar
  5. com iogurte fica bem leve, né? fiz outro dia uma com creme de leite (seguindo uma receita da avó de uma amigo).
    bjo,
    Nina.

    ResponderEliminar
  6. Adorei esta combinação! Iogurte com cebola! Esta torta deve ser uma delícia! :)

    ResponderEliminar
  7. Também achei esta tarte, um charme! Tenho de comprar com urgência as formas de tarteletes para reproduzir estas maravilhas, em dose reduzida (o M. não gosta destas tartes salgadas). E comer uma todinha sozinha, é capaz de ser muito né? :o)

    Beijinhos

    P.S. Adoro os vossos banner! Adoro!

    ResponderEliminar
  8. uhn!
    parece deliciosa!
    vou experimentar!

    beijos!

    ResponderEliminar
  9. nunca fiz nada com papoula... deve ter ficado delicia hã? bjkas dani

    ResponderEliminar
  10. A combinação destes ingredientes é fantástica!
    Não sei se vão aprovar aqui em casa, mas eu vou querer provar.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Sabes que eu não resistirei a esta tarte, pois sabes?!?

    Está linda, original, e tem tudo para ser uma delicia.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  12. Hummmmmm decididamente vou experimentar!!!

    ResponderEliminar
  13. Linda deve ser mesmo uma delicia.Receita guardada...beijinhos doces

    ResponderEliminar
  14. Uma tarte diferente e que deve ser muito boa :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Essa tarte é mesmo ao meu gosto! As sementes dão um crocante delicioso. :-)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. vi a foto e ja suspirei hummm qdo li os ingredites fiquei totalmente encantada! bjs

    ResponderEliminar
  17. ola.....possuo uma bela coleção de bules, herdada de uma tia,porém nao tenho espaço pra "tratá-los" como merecem.....tem interesse em adquirí-los???Conhece alguém q tenha???
    Agradeço desde já sua atenção
    Meu contato jojogadelha@hotmail.com / jojogadelha@yahoo.com.br
    Abraços Jô

    ResponderEliminar
  18. Olá Pipoka, linda a tua tarte e as sementes ficam lindamente :)

    Quanto ao bolinho com frutose espero que o teu avô goste, porque realmente lá em cá já está mais que aprovado, faço também com chocolate em pó da Canderel light e fica 5 ***** também :)

    Bjocas :)

    ResponderEliminar
  19. mas e quem é que consegue resistir a uma maravilha destas? eu não consigo... como sempre saio daqui com mais uma receita copiada.

    ResponderEliminar
  20. Pipoka, adorei a torta. Gosto bastante de utilizar sementes de papoula, elas dão um charme ao prato. Beijos!

    ResponderEliminar
  21. Esta receita me chamou a atenção. E adoro tudo que vai sementes de papoula. Já anotei rapidinho.


    bjokas

    ResponderEliminar
  22. Nem preciso dizer que adorei! Ora aí está uma que eu não posso deixar de experimentar.

    Bj

    ResponderEliminar

A sua opinião conta: comente, sugira alterações, pergunte e tempere a gosto.

Qualquer dúvida, não hesite em perguntar. Tentarei responder a todos os comentários e prestar esclarecimentos aqui no blogue ou via email.