18/06/09

Risoto de abóbora assada, roquefort e sálvia


Há sabores dos quais não me canso, conjugações que continuamente me surpreendem e arrebatam. A tríade abóbora, queijo azul, sálvia é, como dizem os anglófonos, “a match made in heaven”. Desta feita, misturei-os num risoto que conseguiu destronar aquele que até hoje era o meu favorito: o de cogumelos porcini.


Ingredientes (3 pessoas):

1 chávena de arroz arbóreo
1 cebola
1,5 dl de vinho branco
450 g de abóbora
50 g de roquefort
Caldo de vegetais
(normalmente faço 7,5 dl, mas nem sempre o uso todo)
Sálvia a gosto (deitei umas 12 folhas)
Azeite ou manteiga q.b.
Sal, pimenta, noz-moscada q.b.


Cortar a abóbora em quadrados (deixar a casca). Temperar com sal, pimenta e noz-moscada. Assar no forno cerca de 35 minutos. Retirar do forno, esperar que arrefeça e retirar a casca à abóbora. Reservar. Este risoto também é uma excelente solução para aproveitar os restos desta receita de abóbora assada.

Fazer o arroz (o risoto leva cerca de 18 minutos a cozer). Refogar ligeiramente a cebola em azeite (ou manteiga). Juntar o arroz e, quando ficar translúcido, refrescar com o vinho. Deixar evaporar o vinho. Começar a adição do caldo de legumes - o caldo deve estar sempre quente, juntando-se ao arroz a pouco e pouco, à medida que vai evaporando. A meio da cozedura, adicionar metade da abóbora e uma parte da sálvia. Verificar o sal, mas muita atenção: há que ter em conta que se vai ainda misturar o queijo! Quando o arroz estiver al dente (leva cerca de 15 minutos), desligar o lume, juntar as natas, o queijo esfarelado, o resto da abóbora e da sálvia. Deixar repousar uns 2 ou 3 minutos antes de servir. O risoto deve ficar bem cremoso.

13 comentários:

  1. Já consegui acertar com a história do risotto. Ir juntando a água bem quente, mexer continuamente, perceber quando o arroz está cozido, mas al dente. Gostei muito desta versão com abóbora, pois além de ser um ingrediente sempre à mão, por causa das sopas das miudas, deve combinar bem o seu adocicado com o queijo.

    ResponderEliminar
  2. Adorei este risotto.
    Já copiei e será o próximo a experimentar!

    ResponderEliminar
  3. Parece uma combinação excelente mas o meu favorito continua a ser o de Porcini ;) seguido agora de perto por um de beterraba com vinho rosé.

    Beijinhos,
    Carlota

    ResponderEliminar
  4. Pipokinha querida, me apaixonei por esse risotto!!! Deve ser fantástico, feito com abóbora... a cor está lindissima.
    Bjo grande,

    Mari

    ResponderEliminar
  5. mas que lindo arroz... mesmo apetecivel...

    ResponderEliminar
  6. Pipoka,
    Acreditas que eu nunca fiz risotto de coisa nenhuma? Mas já comi alguns e adorei, um deles foi muito especial pois foi feito pelo meu amigo italiano de cogumelos shitake e parmesão.
    Adorei o aspecto com a abóbora.
    Bjs
    Moira

    ResponderEliminar
  7. Céus, eu preciso fazer esse risoto!
    :)

    ResponderEliminar
  8. Eu adoro risoto e essa receita, com ctz, foi para minha lista!!! hehe

    ResponderEliminar
  9. Incrível como um belo risotto (como o seu)é uma maravilhsa refeição, né?
    E eu sou um tremendo fã de sálvia!
    Abs

    ResponderEliminar
  10. Menina, que tudo de bom deve ser este risoto.
    Carinha maravilhosa. Sério que farei. Tenho um fraco por risotos, faço um de linguiça bem razoável ;o)
    Boa semana pra ti.

    ResponderEliminar

A sua opinião conta: comente, sugira alterações, pergunte e tempere a gosto.

Qualquer dúvida, não hesite em perguntar. Tentarei responder a todos os comentários e prestar esclarecimentos aqui no blogue ou via email.